Seu Cérebro

**Beleza & Gordura**

Recentemente, a premiada revista americana Time Magazine, publicou em sua capa um lindo pedaço de manteiga e afirmou que a gordura não é tão vilã como pensávamos.

Isto está correto ? Você deve voltar a comer gordura ?

Bem, aderir a uma alimentação “livre de gordura” parecia a forma mais efetiva e segura para perder peso; afinal 1g de gordura contém 9 calorias enquanto que carboidratos e proteínas possuem apenas 4g.
Deixando a discussão sobre beleza e corpo físico de lado, o autor David Perlmutter escreveu “Grain Brain” faz um contra-ponto que as dietas atuais ricas em carboidratos e pobres em gordura podem ser desfavoráveis ao nosso cérebro; afinal, nada menos que 60% dele é composto de gorduras diversas.

Pesquisadores da Mayo Clinic identificaram que indivíduos que favorecem o carboidrato em suas pirâmides alimentares tem impressionantes 89% a mais de risco de desenvolver demência quando comparados aqueles cujas dietas contêm mais gorduras. Similarmente, pessoas com maior consumo de gordura estão associadas com uma redução de até 44% no risco para demência e/ou desenvolvimento dela.

Obviamente, nem todas os tipos de gorduras são bons mas, garanto que alguns são mais benéficos que você imagina. A chamada “gordura boa” inclui a monossaturada que é abundantemente achada em azeite de oliva, amêndoas, avelãs, sementes de abóbora e abacate, e as polinssaturadas (omega 3 e omega 6) que são achadas em óleo de alga, sementes de sálvia, linhaça e nozes.

Porque estes alimentos foram abandonados ?

Nos anos 1970 e 80, as recomendações alimentares incluiam substituir a gordura saturada (como a banha de porco) pela gordura saudável mas isto não ocorreu e a mensagem foi perdida. Ao invés da orientação acima, foi-se cada vez mais apontando a gordura como vilã e reduzindo o consumo de absolutamente todas elas. E a troca foi feita por carboidratos..

Atualmente com mais de 5 milhões de americadnos vivendo com a doença de Alzheimer, muitos pesquisadores estão avaliando quais tipos de gordura podem auxiliar na prevenção de demência. E o resultado de estudos prévios apontam que o consumo adequado e regular de gordura monoinsaturada e polinsaturada melhoram a cognição e a memória e aumentam a produção e liberação de acetilcolina que é um neurotransmissor crítico para o aprendizado e memória. A perda da acetilcolina no cérebro tem sido associada com a Doença de Alzheimer.

Obviamente, uma dieta balanceada e rica em frutas e legumes ainda é a melhor forma de se manter saudável. Mas é bom que se saiba que é necessário incluir a gordura e que isto não irá lhe matar. De fato, a gordura irá lhe ajudar a viver uma vida mais saudável e produtiva.

Desejando-lhe uma vida saudável,

Dr. Mauro Jr.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s